segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Conheça Messias Messias Targino

 
Como o velho Belchior já dizia: "Há tempo, muito tempo que eu estou longe de casa e nessas ilhas cheias de distância o meu blusão de couro se estragou". Se você é como eu, que sempre busca os encantos de sua terra, mesmo que na distância de uma tela do computador, ou se você esta agora na nossa cidade, Messias Targino, e vem aqui dá uma olhada nas coisas de nossa terra, esta ai um pouco do nosso município. O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.





CARACTERÍSTICAS                                    voltar ao topo
População: 3.907 habitantes
Área Total: 135,094 km²
Dens. Demográfica: 29,2 hab./km2
Distância da capital: 298 km
Clima: Semi-árido
IDH: 0,614 (PNUD/2000)
PIB: R$ 10.570 mil (IBGE/2005)
PIB per capita: R$ 2.704,00 (IBGE/2005)
 


Histórico do município                       

Em terras do município de Patu, dominadas pelo Serrote Junco e formada por calcáreos que permitem a conservação da umidade e da produção de juncáceos, teve início uma povoação que foi chamada Junco. Sem maiores registros oficiais o que se sabe da localidade através dos mais antigos, é que no período de 1852 a região de Junco era composta por uma pequena e espassa povoação que vivia da criação de gado.
Em 8 de maio de 1962, pela Lei nº 2.750, Junco desmembrou-se de Patu, tornou-se município e permaneceu com esse nome por pouco tempo. Sendo, posteriormente, mudado para Messias Targino, em homenagem a um antigo membro de importante família da região.

Bens Culturais                                    voltar ao topo

Expressões

Principais: realização de quermesses, ritos de semana santa, banda de música, gincanas, quadrilhas, leilões, novenários, procissões, terços, narrativas míticas.
Outras expressões: trios de forró e danças (capoeira, quadrilhas, forrós).

Artesanato
Principais atividades: colcha de retalho, crochê, tapeçaria, bordado (toalha de mesa, redes e lençol de cama), argila (panelas, potes, jarros e tigelas), cerâmica (tijolos), palha de carnaúba e madeira (placas, talhas, desenhos), bolsas, fuxico, tricô, reciclagem, pintura e redes de pesca.
Outras atividades: desenvolvimento de artesanato com papel, saco de estopa, arreios e selas, couro, gêsso, biscuit, miçangas, aruás, rendas e vidros.

Ofícios

Principais atividades: mortalhador de defunto, tirador de mel, puxador, oleiro, violeiro, ferreiro, tirador de terço, rendeira, louceira, doceira, carpinteiro, marchante, vaqueiro, cozinheiro, pescador, queijeiro, rezadeira, mestre de chouriço, restaurador, cordelista e embolador de côco.
Outras atividades: mestre de cerca de pedra, brincante de bonecos, profetas de chuva, artista de teatro, biscoiteiro, aboiador, narrador de vaquejada, coureiro, raizeiro,santeiro.


Gastronomia                                     voltar ao topo

Comida Típica
Principal especialidade: Multimistura (tipo de fortificante feito com soja e leite em pó, enriquecido com cálcio, ferro e potássio, utilizado na alimentação das crianças em fase de crescimento e servido nas creches e escolas municipais).
Outras especialidades: doce da casca de maracujá, farofa de casca de banana, forafa de caju e suco da casca de abacaxi.

Doces Caseiros
Principais especialidades: doces de mamão com côco, caju, leite e espécie (doce feito a base de gergelim) com rapadura e goma de mandioca.
Outras especialidades: doce de banana, goiaba, jaca, melancia, manga, jerimum e cocada.

Bebidas e Licores
Principais especialidades: licores de maracujá, chocolate, abacaxi, limão, cajarana, menta, caju, morango, hortelã.
Outras especialidades: capeta (bebida feita com vodka, leite condensado e frutas), licores de manga, cajá e uva.

Lambedores
Principais especialidades: confeccionados a base de aroeira, cumaru, cajueiro, abacaxi, malva e romã.
Outras especialidades: lambedores feitos com acerola, laranja, mastruz, limão com mel, batata de purga, quixabeira, papaconha, fedegoso, laranja e muçambê.

ATRATIVOS                                              voltar ao topo

Marco Natural

Cavernas/Serrotes
Serrote Verde
Serrote de Chiquinho de Aderaldo
Serrote do Bicudo, no sítio Maniçoba

Serras
Serra Preta
Serra do Encanto
Serra da Caíra
Serra da Ema
Serra do Cantagalo
Serra Pintada
Serra do Junco

Trilhas
Trilha Ecológica da Serra do Junco

Cachoeiras
Há ocorrência de pequenas cachoeiras em algumas serras, no período das chuvas. Ex.: cachoeira da fazenda Cangalheiras, próxima ao açude desta fazenda.
Sítio Arqueológico: Na serra do Junco, há inscrições rupestres nas rochas, com representação de figuras humanas, animais silvestres, insetos e lagartos da região.

Marco Edificado                                       voltar ao topo
Capela de Nossa Senhora das Graças
Monumento em homenagem a Frei Damião construído ao lado da Igreja Matriz
Biblioteca Municipal Messias Targino
Biblioteca Pública Municipal Professor Eurides Jales
Biblioteca Professor Otoniel Tomaz de Almeida
Parque de Vaquejada Washington Medeiros
Parque de Vaquejada Miguel Saldanha

Açudes/Barragens
Açude de Áurea, há cerca de 500 metros do centro, em direção a Patu (sentido este).
Açude do Junco, há cerca de 1 km do centro, em direção a Patu.
Açude do sítio Serra Preta, há cerca de 8 km do centro, em direção a Patu (propriedade da Sra. Maria Ricardina Dantas).
Açude do sítio Cacimba de Baixo, há cerca de 6 km do centro, em direção a Patu (propriedade do Senhor Beto Genésio ).
Açude do sítio Mirante, há cerca de 7 km do centro, em direção a Patu (propriedade do Senhor Ovídeo ).
Açude do sítio Encanto, há cerca de 12 km do centro, em direção a Patu (propriedade do Senhor João das Peças).
Açude da fazenda Cacimba de Baixo, há cerca de 7 km do centro, em direção à Várzea da Onça (propriedade da Senhora Maria de Mista ).
Açude da fazenda Várzea da Onça, há cerca de 8 km do centro, em direção a Cangalheiras (propriedade do Senhor Virgílio Libardi).
Açude da fazenda Cangaíra, há cerca de 6 km do centro, em direção ao sítio Maçã (propriedade do Senhor Paulo Targino).
Açude Trincheira, há cerca de 18 km do centro, em direção a Janduís (propriedade do Senhor Edmilson Fernandes Jales).
Açude do sítio Alagamar, há cerca de 10 km do centro, em direção a Belém/PB.
Barragem do Junco de Cima / Barragem de Otoniel, há cerca de 1,5 km do centro, em direção a Patú.
Balneário: Balneário do Sítio Salobro, há cerca de 3 km do centro, em direção a Belém/PB.

Casas de Fazenda                                     voltar ao topo
Casarão antigo da Fazenda Cangaíra, a cerca de 6 km do centro, em direção ao sítio Maçã (propriedade do Senhor Paulo Targino). Possui cerca de 20 cômodos, com objetos do século passado, curral de tijolos, carros de boi.
Casarão do sítio Cordão de Pedra, a cerca de 5 km do centro, em direção Belém/PB.
Casacão do sítio Salobro, a cerca de 3 km do centro, em direção a Belém/PB.
Casarão do sítio Atenas, a cerca de 7 km do centro, em direção a Belém/PB.
Casarão do sítio Pelópidas, a cerca de 3 km do centro, em direção a Patú.
Casarão da fazenda Oliveira, a cerca de 5,5 km do centro, em direção a Serra Preta.
Casarão da fazenda Cacimba de Baixo, a cerca de 6 km do centro, em direção a Patú.
Casarão da fazenda Serra Preta, a cerca de 8 km do centro, em direção a Serra Preta.
Casarão da fazenda Córrego Verde (propriedade do Dr. José Simplício), há cerca de 8 km do centro, em direção à comunidade Saco .

Ruínas
Ruína de uma antiga fábrica de algodão, na fazenda Caíra, a cerca de
10 km do centro, em direção à Paraíba.

Praças
Praça Vladimir Targino (centro).
João Raimundo Neto, na saída para Janduís.
Praça das Flores, no conjunto das Rosas.

Festas da Cidade                                                  voltar ao topo
Carnaval
Festa Junina
Malhação de Judas
Emancipação política (08 de maio)
Vaquejada de Antônio Saldanha
Forró dos Idosos
Exposição Agropecuária

Celebrações
Festa de Nossa Senhora das Graças (padroeira da cidade) 18 a 27 de Novembro
Mês de Maria - Maio

ECONOMIA                                                  voltar ao topo
Principais atividades econômicas: Castanha de caju, arroz, cana-de-açucar. Criação de bovinos, caprinos, ovinos e suínos.


Texto tirado e adaptado de Sertão do Apodi

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário